1/5
Notícias //

 

Célula adiposa influencia em estresse e longevidade

23 de Setembro de 2012

Cientistas do Centro de Diabetes Joslin identificaram um processo molecular em células adiposas que influenciam no estresse e na longevidade.

Em um verme, as travas do envelhecimento

Outubro de 2013

Publicação da Revista Pesquisa FAPESP sobre a importância do verme C. elegans para estudos de biologia do desenvolvimento e envelhecimento.

Processamento de microRNA no tecido adiposo

04 de Abril de 2014

Divulgação do site Wikipedia sobre o papel do processamento de microRNA no tecido adiposo sob defesa de estresse e longevidade.

Please reload

       O laboratório tem como objetivo principal a identificação e a caracterização de mecanismos moleculares envolvidos na fisiopatologia do envelhecimento. Temos o interesse particular em entender como o metabolismo contribui para a gênese das doenças associadas ao envelhecimento, dentre elas o diabetes do tipo 2, as doenças cardiovasculares, a osteoporose e as doenças neurodegenerativas. Para isso, olhamos para o tecido adiposo, um importante sítio de controle metabólico do organismo, e nos perguntamos como este tecido responde a alterações no balanço energético e sinaliza para outros tecidos para informá-los sobre essas alterações. Dados da literatura mostram que esse controle, se mal ajustado, pode contribuir para inúmeras doenças crônicas, principalmente em indivíduos de idade mediana ou idosos. Nós identificamos que, ao menos em parte, este controle é exercido pela via de biogênese de microRNAs no tecido adiposo, que, quando regulada, pode alterar a susceptibilidade de animais ao estresse oxidativo e afetar a expectativa de vida.    

Pesquisa //
Nos acompanhe nas redes //